terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Edital Usina Criativa de Cinema, em Minas Gerais

O curta-metragem "Rainha", de Sabrina Fidalgo,
 foi realizado por meio do edital. Saiba mais
 sobre em poloaudiovisual.org.br - rainha
  
O 2º Edital Regional para seleção de projetos de curta-metragem que receberão apoio financeiro e consultoria técnica para sua produção.
A iniciativa é da Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais em parceria com o Instituto Fábrica do Futuro e a Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, com o patrocínio da ENERGISA, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.
Edital tem por objetivo ampliar e fortalecer as produções audiovisuais realizadas por talentos residentes nas cidades da área de atuação do Polo Audiovisual. Nessa perspectiva, irá selecionar 05 projetos de obras audiovisuais de curta-metragem, de até 15 minutos de duração, que receberão R$25.000,00 e consultorias técnicas especializadas em todas as fases de produção.
Os projetos devem ser inéditos e originais, em qualquer gênero – ficção, documentário, animação, experimental – com temática relacionada à história da Região, e que valorize aspectos da cultura, história, geografia e personagens locais. Temas relacionados ao universo infanto-juvenil também serão aceitos.
Usina Criativa de Cinema é uma ação integrada ao Festival Ver e Fazer Filmes. Em julho de 2017, na 5ª edição do Festival, será realizado evento de exibição e premiação dos curtas-metragens.
As inscrições são online e terminam dia 05 de fevereiro.
USINA CRIATIVA DE CINEMA
Projeto Usina Criativa de Cinema tem por objetivo ampliar e fortalecer as produções audiovisuais realizadas por profissionais das cidades da área de abrangência do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais.

domingo, 29 de janeiro de 2017

INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 06/03! Oficinão Galpão Cine Horto

O Oficinão do Galpão Cine Horto destina-se à reciclagem de atores com o objetivo de ampliar a formação e proporcionar maior abertura de mercado de trabalho nas artes cênicas. Para 2017, a novidade é que o projeto estará diretamente ligado aos Cursos Livres de Teatro, passando a ter um papel estratégico e fundamental no processo de formação. Os alunos poderão participar de um trabalho que une pesquisa e treinamento à criação, experimentando a montagem de um espetáculo teatral cercado de todos os aparatos técnicos e equipe artística.
Oficinão Escola 2017
Inscrições: até 06 de março pelo site https://goo.gl/forms/I3ZstK4GWcJg5r6k2
Carga horária: 272 h/a
Vagas: 15
Datas e horário: março a junho de 2017, segunda a quinta, 9h às 13h
Previsão de estreia do espetáculo: julho de 2017
Diretora convidada: Simone Ordones (Grupo Galpão)
Investimento: R$ 834,00 à vista (ou 2x R$ 442,00 ou 3x R$ 327,00)*
Taxa de matrícula: R$ 70,00*
Importante: o projeto destina-se, prioritariamente, a ex-alunos dos Cursos Livres de Teatro do Galpão Cine Horto que cursaram até o último módulo (criação). Não atingindo o número total de vagas, as mesmas serão disponibilizadas aos demais interessados.

Partindo da pesquisa em um tema ou linguagem específica, o projeto resulta na montagem de um espetáculo que ficará em cartaz no Galpão Cine Horto no mês de julho. O processo se ancora em, pelo menos, três eixos norteadores: direção, dramaturgia e atuação. Essa edição contará com direção de Simone Ordones, atriz e diretora integrante do Grupo Galpão.
A proposta do Oficinão Escola 2017 é proporcionar aos alunos uma experiência prática e coletiva de montagem de um espetáculo teatral. Durante o processo o aluno poderá vivenciar e aprender o funcionamento de um grupo de teatro, contribuindo com a criação artística e também se envolvendo nas outras áreas importantes em uma montagem: produção, pesquisa corporal, trabalho vocal, iluminação, figurino, cenário e comunicação.
Direção: Simone Ordones iniciou como atriz em 1983, estudando na Oficina de teatro do Pedro Paulo Cava (BH). Trabalhou 10 anos na Cia. Sonho e Drama (BH). Desde 1994 é integrante do Grupo Galpao (BH), participando dos espetáculos A Rua da Amargura (1994), Um Molière Imaginário (1997), Um Trem Chamado Desejo (2000), Um Homem é um Homem (2005), Os Pequenos Milagres (2007), Till, a Saga de Um Herói Torto (2009), Os Gigantes da Montanha (2013), entre outros. Na direção, assina as montagens Pastelão e a Torta (Cia. Sonho e Drama, 1993), O Baile (em parceria com Glicério Rosário – Pé na Rua, Galpao Cine Horto, 2006), De Tempo Somos (em parceria com Lydia Del Picchia – Grupo Galpão, 2014). Atualmente faz a assistência de direção do espetáculo Nós do Grupo Galpão, 2016.
Sobre a Instituição: O Galpão Cine Horto é o centro cultural criado pelo Grupo Galpão na cidade de Belo Horizonte. Desde sua fundação, em 1998, é um espaço aberto à comunidade, comprometido com a pesquisa, a formação, o fomento e o estímulo à criação em teatro. Instalado em um antigo cinema da década de 50, esse centro cultural abriga uma sala de espetáculos multimeios, uma sala de cinema e vídeo e salas de aula. A partir de 2006, passou também a contar com o Centro de Pesquisa e Memória do Teatro, que reúne um importante acervo bibliográfico e videográfico disponível gratuitamente a seus associados. O Galpão Cine Horto trabalha com os mesmos princípios que norteiam o trabalho do Grupo Galpão, recebendo uma intensa programação de espetáculos, oficinas e cursos que privilegiam a reflexão sobre o fazer artístico e buscam o aperfeiçoamento de artistas e agentes culturais.
ENTRE EM CONTATO
Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065
+55 31 3481-5580
contato@galpaocinehorto.com.br
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Centro Cultural São Paulo recebe propostas de exposições, projetos curatoriais e pesquisa documental

Podem se inscrever artistas de todo o Brasil até o dia 03 de março.

O Centro Cultural São Paulo abriu edital visando o financiamento de exposições, projetos curatoriais e pesquisa documental. Fiz um resumo do edital nessas três linhas unidas num único texto. Veja como participar e boa sorte!!

Nome do Edital: Edital de Concurso Programa de Exposições 2017

Quem promove: Prefeitura Municipal de São Paulo por meio da Secretaria de Cultura.

Objeto: Seleção de 15 (quinze) Projetos Artísticos, nas seguintes categorias: 12 (doze) Exposições Individuais, 01 (uma) Proposta Curatorial e 02 (dois) Prêmio Pesquisador.

Das categorias de participação
  1. Exposições Individuais: serão realizadas três Mostras nos pisos expositivos do Centro Cultural São Paulo, em datas a serem definidas pelo CCSP até a assinatura dos contratos;
  2. Proposta Curatorial: seleção de 01 (um) Curador ou grupo curatorial para execução de um projeto curatorial com obras do acervo da Coleção de Arte da Cidade, sob guarda do Centro Cultural São Paulo, constantes no link: centrocultural.sp.gov.br/editais.
  3. Prêmio Pesquisador (pesquisa documental): seleção de 02 (dois) Prêmios Pesquisador, para desenvolvimento de pesquisas documentais na área de artes visuais que visa suprir regularmente o acervo do Arquivo Multimeios do Centro Cultural São Paulo - que tem origem no Centro de Pesquisa de Arte Brasileira Contemporânea do antigo IDART - com novas documentações e reflexões que completem e/ou atualizem as já existentes ou que estabeleçam novos recortes da produção cultural e artística na cidade de São Paulo. Para saber mais sobre o centro de documentação e o modelo de pesquisa do Arquivo Multimeios acesse o link da pesquisa “linguagens experimentais em São Paulo” (da pagina 23 a 59 da publicação online) centrocultural.sp.gov.br

Quem pode participar: Ser brasileiro ou estrangeiro residente no Brasil. No caso de ser estrangeiro, este deverá comprovar residência através de RNE válida no ato da inscrição.

Para seleção nas categorias Exposições Individuais e Proposta Curatorial será permitida a inscrição individual ou coletiva. Na hipótese de inscrição coletiva as condições de participação deverão ser preenchidas por todos os integrantes do grupo.

Cada proponente poderá se inscrever apenas em uma das categorias do concurso.

Aporte
Exposições Individuais: Cada artista selecionado receberá o valor de R$10.000,00 (dez mil reais) – deduzidos os tributos previstos na legislação em vigor - para a produção e exibição do(s) trabalho(s) em uma das 3 Mostras do Programa Anual de Exposições do CCSP;

Proposta Curatorial: O candidato selecionado receberá o valor de R$50.000,00 (cinquenta mil reais) - deduzidos os tributos previstos na legislação em vigor - para custear todas as despesas de produção da exposição, tais como: serviço de montagem fina e desmontagem da exposição, projeto expográfico, programação visual e impressão (serviço de plotagem), direitos autorais, produção de textos, manutenção, entre outros itens que envolverem a proposta e executar todo o projeto inscrito.

Prêmio Pesquisador de Artes Visuais: Cada pesquisador receberá o valor de R$15.000,00 (quinze mil reais) – deduzidos os tributos previstos na legislação em vigor – cujo objeto é o desenvolvimento do projeto de pesquisa selecionado.

Prazos: as inscrições vão até 03 de março de 2017, às 16h, quando fecha a plataforma SPCultura.

Entrega e mais informações
  1. As inscrições devem ser feitas online por meio da plataforma SPCultura.
  2. O proponente deverá criar uma conta na plataforma SPCultura, da Secretaria Municipal de Cultura no seguinte endereço: id.spcultura.prefeitura.sp.gov.br (Mais informações: spcultura.prefeitura.sp.gov.br/como-usar).
  3. Uma vez criada a conta, o proponente deverá entrar no sistema e preencher o documento para inscrição online no seguinte endereço: spcultura.prefeitura.sp.gov.br
  4. Assim que clicado o botão “Fazer Inscrição” o SPCultura gerará um “Número de Inscrição”. Este número deverá ser registrado na Ficha de Inscrição e Declaração anexadas ao edital.
  5. Após preencher a inscrição o proponente deverá anexar os documentos referentes ao subsídio que você pretende concorrer (exposição, curadoria, pesquisa). A lista com as exigências de cada segmento está no texto do edital.

Informações e dúvidas gerais sobre o edital poderão ser obtidas pelo e-mail: programadeexposicoesccsp@gmail.com.

Dúvidas específicas a respeito do funcionamento da plataforma devem ser enviadas para: spcultura@prefeitura.sp.gov.br.

O CCSP fica na Rua Vergueiro, 1000 - Paraíso, São Paulo/SP. 


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Seminário O Terceiro Setor na Gestão da Cultura, no Rio de Janeiro


O seminário O Terceiro Setor na Gestão da Cultura será realizado pelo Instituto Odeon com objetivo de debater a atuação das organizações sociais gestoras de projetos, instituições e outras iniciativas culturais do poder público. Na ocasião, lançará sua publicação – O Terceiro Setor na Gestão da Cultura - A perspectiva a partir do Museu de Arte do Rio, organizada por Carlos Gradim – diretor presidente do Instituto Odeon. A publicação traz ao público um relato de sua experiência nos cinco anos à frente da gestão no museu, a partir de discussões sobre gestão da cultura e o modelo de gestão por organizações sociais trazidas por autores convidados.

O Seminário será realizado dia 26 de janeiro, no Museu de Arte do Rio.

Inscreva-se aqui: https://goo.gl/fOUzzZ

Será composto por três mesas, cada uma delas seguida pela apresentação de um case.
  • 9h Credencimento
  • 9h30-10h Fala de Abertura
  • 10h-11h30 Mesa 1 – Um Panorama sobre o modelo de parceria com o Estado: Fala sobre o histórico e a evolução desse modelo de parceria entre a sociedade civil e o Estado, tratando dos aspectos positivos e negativos de sua aplicabilidade e efetividade. De maneira crítica, será abordado se esse modelo de fato trouxe benefícios para a sociedade quando comparado a prestação direta pelo Estado; o que é possível fazer para expandir esse modelo de parceria para outros municípios/ estados e quais são suas principais barreiras. Com: • Renata Motta (Coord. Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico – SEC-SP)| • Flavio Alcoforado (Doutor em Administração Pública e Governo pela EAESP/FGV) | • Beth Ponte (Diretora Geral Instituto de Ação Social pela Música – IASPM / Programa NEOJIBA.
Mediador: Ana Carolina Lara (Diretora Executiva Instituto Odeon / Museu de Arte do Rio)
  • 11h30-12h Case 1 – Museu do Café – Marilia Bonas (Diretora Executiva Instituto de Preservação e Difusão da História do Café e da Imigração / Museu do Café e Museu da Imigração)
  • 13h30-15h Mesa 2 – Foco no Valor Público: O que é valor público? O que é valor público na Cultura? Serão as perguntas norteadores dessa mesa que também abordará qual o papel do Estado e da sociedade para defender e alavancar o que entendemos com valor público. O desafio de como tornar esse conceito tangível para que possamos medir esses resultados. Temas como transparência e compliance estarão presentes. Com: • Silvia Finguerut (Coord.de projetos de cultura e urbanismo da FGV Projetos) | • Claudineli Ramos (Coord. Unidade de Monitoramento e Avaliação SEC-SP) | • Humberto Falcão Martins (Diretor do Instituto Publix)
Mediador: Erich Castilhos (Assessor Jurídico da Diretoria Executiva Instituto Pensarte (SP))
  • 15h-15h30 Case 2 – Projeto Guri – Alessandra Fernandez Alves da Costa (Diretora Executiva Amigos do Guri / Projeto Guri)
  • 15h30-17h Mesa 3 – Gestão e Sustentabilidade: Serão abordados os maiores desafios da gestão de equipamentos de cultura em parceria com o Estado. O que é e como buscar caminhos para a sustentabilidade e perenidade dos projetos? E como a parceria com a sociedade pode ampliar as possibilidades de formas de financiamentos contribuindo para a sustentabilidade de projetos culturais? Com: • Eleonora Santa Rosa (Diretora do Santa Rosa Bureau Cultural) | • Deca Farroco (Gerente de Projetos da Unidade de Patrimônio e Cultura na Fundação Roberto Marinho) | • Bruno Ramos Pereira (Sócio da Radar PPP )
Mediador: Pedro Paulo Gangemi (Gerente de Projetos do Sistema Fecomércio-RJ)
  • 17h-17h30 Case 3 – Orquestra Filarmônica de Minas Gerais – Diomar Silveira (Presidente Instituto Cultural Filarmônica / Orquestra Filarmônica de Minas Gerais

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Chamamento para performances no Festival PopPorn7




O Festival PopPorn7 abre, pela primeira vez, o chamamento público em busca de ações para integrar a programação deste ano. Veja como participar:

Quem promove: Festival PopPorn

Objeto: Seleção de 4 performances que dialoguem com o tema "SEXO E TRABALHO" para apresentação no Festival. Todas as performances devem ter duração máxima de 30 minutos. Os horários das performances e o dia na programação serão decididos pela curadoria do festival.

Quem pode participar: Artistas e/ou coletivos de artistas.


Aporte: Há um orçamento de R$300,00 por performance, sendo que até 50% do valor deve ser investido em produção da mesma.
Prazos: as inscrições vão até 01/02/2017. O Festival será realizado entre os dias 10 e 11 de junho de 2017, em São Paulo - capital. As performances acontecerão nos períodos tarde e noite dos respectivos dias.

O que deve ser apresentado: Todas as obras inscritas, inéditas ou não, devem conter croqui da ação e mapa de espaço cênico, além de necessidades técnicas e caso haja (para obras não inéditas) imagens, videos, clipping e programa de ações detalhado.

Cabaré da PopPorn de 2016.
Foto: Djalma Oliveira de Amorim.
Mais em: popporn.com.br/cabare-2016/
Entrega e mais informações: As inscrições são online [link aqui]

Sobre a instituição: O PopPorn é um evento multidisciplinar que traz como carro-chefe uma mostra de filmes que usam o sexo como recurso cinematográfico e/ou linguagem ou que têm a sexualidade como tema principal. Fazem parte da programação eventos de arte, apresentações musicais, performances, debates, workshops e festas. O objetivo do evento é aglutinar ideias, trabalhos, projetos, práticas, atividades e sobretudo pessoas em torno da sexualidade; transitar entre as fronteiras da indústria do sexo, cultura pop, performance e arte; construir, propor e investigar discursos alternativos aos conceitos tradicionalistas e preconceituosos da pornografia; e finalmente oferecer ao público um ambiente seguro para a exploração de suas fantasias mais íntimas. O PopPorn Festival surgiu com o aval de um evento internacional de prestígio, o PornFilmFestival de Berlim, e teve sua primeira edição realizada em São Paulo, em 2011.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Chamada de Projetos para a VERBO 2017, 13ª da mostra de Performance Arte

Fonte: galeriavermelho.com.br - texto integral

VERBO 2017
13ª da mostra de Performance Arte
Chamada de Projetos
Período: 12 de dezembro de 2016 a 01 de março de 2017.
A Galeria Vermelho informa que de 12 de dezembro de 2016 a 01 de março de 2017 estarão abertas as inscrições para o envio de projetos para a 13ª edição da mostra de performance arte VERBO.
A VERBO 2017, que ocorrerá de 10 a 15 de julho, será realizada em parceria com a Associação Cultural Videobrasil. O programa inclui ações de artistas brasileiros e estrangeiros, e contará com o lançamento da 1ª edição do projeto “Temporada de Dança Videobrasil”. A programação inclui ainda uma curadoria de vídeos do acervo Videobrasil, apresentada na Sala Antonio (Vermelho), a 5ª edição do seminário Verbo Conjugado, além de oficinas de criação e de reflexão acerca da arte da performance.
Os artistas interessados em participar da seleção deverão encaminhar seus projetos acompanhados de portfolio e currículo para verbo@galeriavermelho.com.br. Cada artista poderá enviar até 3 projetos de performances inéditas ou já apresentadas.
A seleção de projetos será feita por Marcos Gallon, diretor artístico da mostra, Thereza Farkas, diretora institucional e de programação do Videobrasil, e pela artista Carolina Mendonça.
A comissão será responsável também pela indicação do artista ou grupo que será comissionado para criar uma peça coreográfica inédita para a 1ª “Temporada de Dança Videobrasil”. Com formato interdisciplinar, o projeto pretende fomentar aproximações entre dança, performance e artes visuais. Para isso, a comissão indicará um artista ou grupo que após um período de imersão e pesquisa no acervo de vídeos do Videobrasil, deverá elaborar e apresentar uma peça coreográfica no Galpão VB como parte da programação da VERBO 2017.
Para mais informações, favor escrever para verbo@galeriavermelho.com.br.
Evento: VERBO 2017 - 13ª da mostra de Performance Arte
Data: 10 a 15 de julho de 2017
Local: Galeria Vermelho, Rua Minas Gerais, 350 – Higienópolis – São Paulo – Brasil.
Galpão VB, Av. Imperatriz Leopoldina, 1150 - Vila Leopoldina, São Paulo – Brasil

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Fundação Casa de Rui Barbosa seleciona trabalhos para apresentação em Seminário de Políticas Culturais

O setor de Pesquisa de Políticas Culturais da Fundação Casa de Rui Barbosa recebe, desta segunda-feira (16) até o dia 20 de fevereiro, propostas para apresentação de trabalhos no VIII Seminário Internacional de Políticas Culturais, que será realizado de 23 a 26 de maio, no Rio de Janeiro. 
 
Serão aceitos somente trabalhos que tenham como foco a área de políticas culturais. O objetivo da seleção é a apresentação e discussão de estudos que promovam a reflexão e o debate entre estudantes, pesquisadores, professores e demais profissionais que atuem ou tenham interesse na área de políticas culturais.
 
Poderão submeter trabalhos estudantes de mestrado e doutorado, mestres, doutores, gestores e professores de instituições de nível superior a submeterem estudos que tenham como foco a área de políticas culturais. As inscrições são gratuitas.
 
Em 2016, foi apresentado o artigo "O lugar da
Performance Arte no Edital Prêmio Funarte
 Artes na Rua (2011 A 2013)", escrito por
Chai Rodrigues. Saiba mais na página
 Artigos Especiais deste blog [link aqui]
Sobre os trabalhos
 
Os trabalhos completos deverão ter entre 10 e 15 laudas, incluindo bibliografia. Os textos deverão ser enviados de acordo com as normas da ABNT, em Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 e estar no formato.doc. O arquivo deverá conter o nome do autor (ou do 1º, quando houver mais de um).
 
Na primeira página do texto, devem constar os seguintes itens: título do artigo centralizado, em caixa-alta e em negrito; nome completo do(s) autor(es) alinhados à direita, indicando em nota de rodapé o grau de formação, vínculos institucionais e e-mail; resumo de 5 a 10 linhas, com espaçamento simples; e três a cinco palavras-chave.
 
O envio do trabalho completo deverá ser feito exclusivamente por e-mail, para o endereço politica.cultural@rb.gov.br, constando no assunto "Submissão de artigo". Cada pesquisador poderá ser autor em um trabalho, podendo ser coautor em apenas mais um. Os trabalhos poderão ter, no máximo, um autor e dois coautores. Os trabalhos deverão ser enviados dentro do prazo estabelecido e só serão publicados nos anais se forem apresentados durante o Seminário. Serão aceitos artigos em português e espanhol.

Mais informações: casaruibarbosa.gov.br


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Curso "Mobilização criativa de recursos", no Centro de Pesquisa e Formação Sesc/SP



Fonte: centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br - texto integral

Programa

Curso elaborado através de pesquisas e experiências práticas de gestoras culturais que experimentaram variados tipos de captação de recursos através de Corwdfunding, Matchfunding, relação com fundações internacionais e outras possibilidades que fogem do tradicional edital.

O desafio no cenário de inovação em captação de recursos é uma constante no dia-a-dia do gestor cultural, onde Crowdfunding e Matchfunding são modalidades que crescem no contexto nacional e internacional, e que são ainda pouco exploradas pelos financiadores brasileiros. Planejamento e comunicação são a base para provocar encontros, diálogos e novas construções no campo da colaboração cultural.

As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. [LINK AQUI]

Data: 17/01/2017 a 18/01/2017 | Dias e Horários: Terça e Quarta, das 14h às 17h | Local: Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar Bela Vista - São Paulo | Valores: R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes; R$25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante; R$50,00 – inteira.

Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação no ato da inscrição, com no mínimo dois dias de antecedência da atividade.

Palestrantes

Jonaya de Castro

Jonaya de Castro

Jornalista, gestora cultural, especializada em negócios sociais, Idealizadora do labExperimental.org e coautora do Guia Inspirador. Integrante da Cátedra Unesco de Cultura e Desenvolvimento. Coordenadora dos laboratórios de criatividade nas Secretarias de Educação, Comunicação e Saúde do Estado de SP, 2011.
(Acervo Pessoal)
Daniela Teixeira

Daniela Teixeira

Gestora cultural responsável pela coordenação geral do movimento Pimp my Carroça e é uma das autoras da publicação sobre Matchfunding, Captação Criativa financiada via PROAC de Economia Criativa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. 
(Foto: Acervo Pessoal)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Prêmio Sesc de Literatura recebe inscrições até 17 de fevereiro

O desejo da maioria dos escritores é ver suas histórias publicadas. No entanto, o percurso da gaveta para a prateleira, e da prateleira para as mãos dos leitores nem sempre é fácil. Pensando nisso, o Sesc realiza, desde 2003, o Prêmio Sesc de Literatura, concurso que revela novos talentos da literatura nacional.
A edição 2017 já foi anunciada e os candidatos podem enviar seus originais, nas categorias Conto e Romance, entre os dias 09 de janeiro e 17 de fevereiro. Os vencedores têm suas obras publicadas pela editora Record, que é responsável pela edição e distribuição, com tiragem inicial de dois mil exemplares.
Aqueles que desejarem participar devem apresentar os originais inéditos de romances e/ou coletâneas de contos. É possível concorrer com trabalhos nas duas categorias desde que não tenha obras publicadas em ambas, inclusive em plataforma online. No entanto, a inscrição para cada categoria deve ser realizada separadamente. O processo de inscrição será realizado exclusivamente via internet, desde o envio de informações pessoais até a obra digitalizada. O edital completo está disponível em www.sesc.com.br/premiosesc
Todos os trabalhos inscritos serão submetidos à avaliação das comissões julgadoras compostas por escritores, especialistas em literatura, jornalistas e críticos literários definidos pelo Sesc. Os vencedores serão anunciados em junho de 2017.
Franklin Carvalho e Mário Rodrigues foram os vencedores do Prêmio Sesc 2016, nas categorias Romance e Conto, respectivamente, com os livros ‘Céus e Terra’ e ‘Receita Para se Fazer um Monstro’. A cerimônia de premiação, que aconteceu em novembro passado no Sesc Belenzinho, foi transmitida online na página do Prêmio Sesc de Literatura no Facebook. Para assistir, clique aqui.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Programas de Fomento à Dança e ao Teatro têm inscrições abertas a partir de janeiro

O Grupo Esparrama foi um dos contemplados na última edição do Edital de Fomento ao Teatro, com o projeto Navegar. A temporada deste projeto começa no próximo dia 22. Saiba mais em facebook.com/grupoesparrama/
 As inscrições podem ser feitas a partir da primeira semana de janeiro por meio da plataforma Spcultura

A Secretaria Municipal de Cultura, por meio da Coordenadoria de Cidadania Cultural, responsável pela gestão dos programas de fomento à Dança e ao Teatro, abre na primeira semana de janeiro inscrições para novos editais. No dia 2, têm início o recebimento de projetos para artes cênicas, período que vai até o dia 31 do mesmo mês. Entre 3 de janeiro e 3 de fevereiro, estarão abertas as inscrições para projetos de dança contemporânea.   

Chegando a sua 30ª edição, o Programa Municipal de Fomento ao Teatro disponibiliza mais de sete milhões de reais para projetos de produção teatral ou pesquisa continuada relacionadas a peças dramatúrgicas ou cênicas. O valor máximo por projeto será de R$ 979.491,90, ficando a critério da comissão julgadora.
  
O Programa Municipal de Fomento à Dança chega à sua 22ª edição em 2017, disponibilizando mais de cinco milhões de reais para projetos de dança contemporânea.  Entre os objetivos do edital, está o de promover o desenvolvimento de projetos de trabalho continuado, o fortalecimento e difusão da produção artística independente, a garantia do acesso da população à dança contemporânea e o fortalecimento de ações que promovam a diversidade cultural. O valor máximo que poderá ser concedido a cada projeto é de 740 mil reais, também a critério da comissão julgadora.

As inscrições estarão disponíveis pela plataforma Spcultura. 

Mais informações, consulte os editais abaixo.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Inscrições abertas para envio de propostas artísticas para a Virada Cultural 2017

Criolo foi um dos destaques da Virada Cultural 2016.
Foto: Junior Furlan
Artistas e produtores interessados em participar do evento, que acontecerá nos dias 20 e 21 de maio, podem preencher o formulário online com os dados de seu projeto até 10 de fevereiro
A partir de hoje, a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) recebe propostas artísticas para integrar a 13ª edição da Virada Cultural, marcada para os dias 20 e 21 de maio de 2017, na cidade de São Paulo. Por meio de um formulário disponível no site oficial do evento 

poderão ser enviados, até dia 10 de fevereiro, projetos que serão analisados por uma comissão curadora, constituída por programadores da SMC e personalidades de grande relevância no cenário cultural nacional, cujos membros serão anunciados posteriormente.  

O objetivo deste chamamento é ampliar ainda mais a pluralidade da Virada Cultural, sendo esta uma das características mais marcantes do evento. Nesta edição, a programação deverá ser constituída por pelo menos 70% a partir das propostas encaminhadas por meio deste chamamento público. Parte da programação restante será formada pelos corpos artísticos municipais, dentre eles, o Balé da Cidade de São Paulo e a Orquestra Sinfônica Municipal; e também estaduais, como a São Paulo Companhia de Dança, além de propostas apresentadas pelos curadores. 

Serão analisadas propostas de quaisquer áreas da cultura: dança, circo, cinema, teatro, artes visuais, gastronomia, espetáculo infantil, cultura popular, artistas de rua etc., direcionadas para públicos de todas as idades. Somente os proponentes dos projetos selecionados serão contatados pela organização do evento. Não serão aceitos projetos enviados por e-mail e nem entrega de materiais pessoalmente. 

A Virada Cultural é promovida pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, com apoio e adesão de outros parceiros institucionais. Ao longo de sua história, aliou programação diversificada, de qualidade, com acesso gratuito a toda a população.


Oficina Cultural Oswald de Andrade promove oficina "Estudos da Moda", inscrições gratuitas

A oficina Estudos da Moda pretende investigar questões contemporâneas relacionadas à Moda, a partir da Filosofia, da Literatura, das Artes, da História e da Sociologia.

Logo da pesquisa “A Literatura e a Moda”
Com docência e coordenação do pesquisador em Filosofia pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), escritor e idealizador do projeto “A Literatura e a Moda”, Brunno Almeida Maia, “Estudos da Moda” é uma oficina interdisciplinar que investiga a relação existente entre a Moda, a Arte e a Filosofia. Com aulas as segundas e quartas-feiras, das 19h às 21h, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, a atividade que começa no próximo dia 10 de fevereiro de 2017, parte de eixos temáticos, como a Moda e a Arte, a Moda e o Corpo, a Moda e a História, a Moda e a Narrativa, a Moda e a Imagem e a Moda e a Memória, que serão investigados ao longo das aulas, sob a luz do contemporâneo. Gratuitas, as inscrições acontecem do dia 10 a 28 de janeiro de 2017.

Apoiando-se num guarda-roupa de movimentos artísticos, estilistas, costureiros, escritores e filósofos, como o surrealismo, o futurismo, o dadaísmo, o neoplasticismo, Elsa Schiaparelli, Yves Saint Laurent, GiacomoBalla, Walter Benjamin, Gilles Lipovetsky, Georg Simmel, Roland Barthes, Gilda de Mello e Souza, Gilles Deleuze, Peter Starlybrass, Virginia Woolf, Gustave Flaubert, Marcel Proust, Charles Baudelaire, Honoré de Balzac, Émile Zola, Oscar Wilde, Charles Dickens, e, no Brasil, Marina Colasanti, José de Alencar e Machado de Assis, “Estudos da Moda” promove as reflexões teóricas, pensando no processo criativo, a partir dos conceitos de cartografia e de arqueologia.

Num trabalho de abertura do pensamento – por meio da filosofia, da história, da história da arte, da fotografia, do cinema e da literatura - o principal objetivo da oficina é transformar o olhar – muitas vezes intuitivo e sem apuro metodológico – para a relação entre a Moda e a História, entendendo o passado como uma potência para a prospecção – futuro – na criação. Em suma, num duplo movimento, concebemos o artista-criador como um arqueólogo e um cartógrafo, sendo o primeiro aquele que “(...) mergulha nos arquivos para encontrar aquilo que já não somos mais”, ao passo que o segundo, o cartógrafo, “(...) vai às ruas para escutar os ruídos que estão em vias de se produzir”.

Brunno Almeida Maia.
Foto: divulgação
Para tal tarefa, a Oswald de Andrade convidou o pesquisador em filosofia pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) e escritor Brunno Almeida Maia, para a docência e coordenação da oficina “Estudos da Moda”. Idealizador do projeto “A Literatura e a Moda”, que investigaos diálogos entre a Moda, a Literatura, a Filosofia e a Arte, Brunno Almeida Maia ministra cursos, workshops e palestras, desde o ano de 2012, em espaços culturais como Oficina Cultural Oswald de Andrade, Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, Escola São Paulo, Biblioteca Mário de Andrade, Galeria AMDO, em Belo Horizonte (MG), Oficina Cultural Hilda Hilst, em Campinas (SP), Casa da Palavra Mário Quintana, em Santo André (SP), Sesc Consolação, e CPF – Centro de Pesquisa e Formação Sesc SP.

O projeto, que começou ao lado do estilista brasileiro Walter Rodrigues, e do chapeleiro Eduardo Laurino, rendeu o convite para que Almeida Maia integrasse o quadro de docentes do Senac Lapa Faustolo. Ao longo destes quatro anos de pesquisa, Brunno participou dos projetos #ForadaModa, com curadoria do estilista brasileiro FauseHaten, no Sesc Ipiranga, e do Pano pra Manga, no Sesc Pompéia. Como escritor, é autor dos livros “O Teatro de Brunno Almeida Maia”, (Ed. Giostri, 2014), “Moda Vestimenta Corpo” (Ed. Estação das Letras e Cores, 2015), no qual assina um capítulo sobre a relação entre a Literatura e a Moda, no contexto do Brasil do Segundo Império, a partir do romance “Lucíola” (1862), de José de Alencar.

“É uma honra voltar à Oficina Cultural Oswald de Andrade, local onde começou o projeto ‘A Literatura e a Moda’, em 2013, ao lado do estilista brasileiro Walter Rodrigues. Vivemos, atualmente, discussões importantes na Moda, encarando-a como cultura, que vão desde o repensar as formas do corpo, a questão de gêneros, a volta do artesanal, o desaceleramento no modo de produção, até pesquisas que diluem a fronteira entre Moda, pensamento, política e arte”, argumenta Brunno Almeida Maia.

Localizada no tradicional bairro paulistano do Bom Retiro – polo cultural e econômico do mercado têxtil, e ao lado da Casa do Povo, residência do G>E, grupo de pesquisa em moda e design, coordenado pela estilista e artista KarllaGitrotto– a Oficina Cultural Oswald de Andrade, desde a sua fundação em 1986, realiza atividades, como oficinas, cursos, palestras e workshops na área de Moda, com nomes de profissionais e pesquisadores da área como Alcino Leite Neto, ex-editor de Moda da Folha de São Paulo, o jornalista Mário Mendes, os fotógrafos Gal Oppido e Bob Wolfenson, os estilistas Dudu Bertholini, Walter Rodrigues, Guilherme Mata, Conrado Segreto, a empresária e jornalista  Costanza Pascolato, o designer Guto Lacaz, o escritor Ignácio de Loyola Brandão, e o historiador João Braga.

SERVIÇO
OFICINA “ESTUDOS DA MODA”
Com Brunno Almeida Maia – UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo)
Cronograma
01/02 a 08/03 – segundas e quartas-feiras, das 19H às 21h.
10/01 a 28/01 – Inscrições online, pelo www.oficinasculturais.org.br
30/01 – Divulgação dos selecionados.
01/02 – Início das aulas.
Público: estudantes de moda, profissionais da área e interessados, a partir de 16 anos.
Inscrições: 10/01 a 28/01.
Seleção: Carta de interesse.
20 vagas – Gratuito.
Endereço: Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro - CEP: 01123-001 - São Paulo – SP. Telefones: (11) 3222-2662 / 3221-4704/ (11) 11 3221 5558/ (11) 11 3222 9574/ (11) 3222 4683.
E-mail:oswalddeandrade@oficinasculturais.org.br
Site: oficinasculturais.org.br
Funcionamento: Segunda a sexta das 9h às 22h e aos sábados das 13h às 21h.

SOBRE AS OFICINAS CULTURAIS
As Oficinas Culturais realizam atividades gratuitas de formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas: artes plásticas, audiovisual, circo, performance, HQ, dança, fotografia, literatura, música, teatro, gestão cultural. São cursos, palestras, oficinas, workshops, espetáculos e exposições para todos os públicos. 
Oficinas Culturais é um Programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo que atua desde 1986 na formação e na vivência da população no campo da cultura. O Programa é administrado pela organização social POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura.

AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...