segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Aberta inscrições para apresentação no metrô DF

Os interessados devem enviar proposta escrita para a empresa que administra o metrô.

O projeto Cultura no Metrô permitirá que artistas locais ocupem gratuitamente áreas específicas dentro dos ambientes de circulação de passageiros.

Nome do Edital: Apresentações culturais nas estações do metrô.

Quem promove: Companhia do Metropolitano do DF.

Objeto: Escolher apresentações artísticas para ocuparem as estações do metrô – DF.

Quem pode participar: Pessoas físicas ou jurídicas interessadas.

Prazos: Do dia 15 ao dia 20 do mês anterior ao da apresentação.

O que deve ser apresentado: As propostas devem ser enviadas para o e-mail ccs.metrodf@gmail.com. Servidores analisarão se elas estão adequadas ao espaço físico disponível.

Mais informações: Serão aceitas apresentações musicais, teatrais e de dança, e mostras de artes visuais — com até dez dias de duração.

Sobre a Instituição: O projeto do Metrô-DF é composto por 29 estações, das quais 24 estão em funcionamento. Com uma frota de 32 trens, transporta em média 140 mil passageiros por dia.


Fonte: df.gov.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Chamada para apresentação de trabalhos no Seminário Internacional de Políticas Culturais




A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) receberá, entre os dias 11 de janeiro e 15 de fevereiro de 2016, propostas para apresentação de trabalhos no VII Seminário Internacional de Políticas Culturais, que será realizado de 17 a 20 de maio de 2016, no Rio de Janeiro. O evento reunirá especialistas, estudiosos e interessados nas questões relativas a políticas culturais com o objetivo de divulgar trabalhos e promover debates no campo das ações políticas, das reflexões históricas, das reflexões teóricas e de práticas. 
 
Interessados em participar devem enviar seu trabalho exclusivamente por e-mail, para o endereço política.cultural@rb.gov.br, constando em assunto "Submissão de artigo". As inscrições são gratuitas. Os textos devem ter entre 10 e 15 laudas (incluindo bibliografia) e estar de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
 
Poderão participar estudantes de mestrado e doutorado, mestres, doutores, gestores e professores de instituições de nível superior que tenham como foco a área de políticas culturais. 
 
O setor de Pesquisa de Políticas Culturais da FCRB é o responsável por receber o material. O encontro será composto por seções de conferências, palestras e mesas de comunicações individuais, sendo aberto para o público em geral.
 
Normas para o texto
 
O texto deverá ser escrito em Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 e estar no formato .doc. O arquivo deverá conter o nome do autor (ou do 1º, quando houver mais de um). Na primeira página do texto, devem constar os seguintes itens: título do artigo centralizado, em caixa-alta e em negrito; nome completo do(s) autor(es), alinhados à direita, indicando em nota de rodapé o grau de formação, vínculos institucionais e e-mail; resumo de  cinco a dez linhas, com espaçamento simples; e três a cinco palavras-chave. Serão aceitos artigos em português e em espanhol.
 
O conteúdo dos artigos é de responsabilidade do(s) autor(es). Cada pesquisador poderá ser autor em um trabalho e coautor em apenas mais um. Os trabalhos poderão ter, no máximo, um autor e dois coautores. Os trabalhos deverão ser enviados dentro do prazo estabelecido e só serão publicados nos anais se forem apresentados durante o seminário.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Chamada de trabalhos para publicação na Revista Observatório da Diversidade Cultural

Terceira edição da revista  aceita para submissão artigos acadêmicos e não-acadêmicos, relatos de pesquisa, relatos de intervenção na realidade e resenhas de livros, com temas que dialoguem com a Diversidade Cultural.

Fonte: observatoriodadiversidade.org.br - Texto Integral


A Revista Observatório da Diversidade Cultural está com chamada aberta para artigos até o dia 21 de fevereiro de 2016. A publicação virtual promove a reflexão sobre as dimensões simbólica, econômica e cidadã da cultura, associadas à defesa do direito à cultura. São aceitos artigos acadêmicos e não-acadêmicos, relatos de pesquisa, relatos de intervenção na realidade e resenhas de livros, com temas que dialoguem com a Diversidade Cultural.
Editada por José Márcio Barros e Raquel Utsch (editora associada), a Revista ODC promove a reflexão sobre temas da área, na perspectiva do direito à cultura e da transversalidade com os campos da arte, educação, dimensões tradicional, popular e massiva da cultura, entre outros.
A publicação destaca a centralidade das formas de pensar e agir com a cultura, traduzidas na promoção do intercâmbio de ideias, em favor das práticas interculturais. Nesse contexto de atuação política, a produção do conhecimento em rede comunicacional confronta a concepção histórica da diversidade cultural como sinônimo de desigualdade econômica, ao incentivar a produção e difusão de informação, de forma a qualificar discussões, estabelecer trocas e promover o diálogo.
Regras para submissão de trabalhos

  • Os trabalhos devem ser enviados com informações completas de seus autores (nome completo, formação, vínculo acadêmico, telefone e e-mail de contato). Os trabalhos devem ser enviados para o e-mail: secretaria@observatoriodadiversidade.org.br;
  • Os trabalhos submetidos à Revista Observatório da Diversidade Cultural devem ser inéditos;
  • Os textos devem seguir uma estrutura básica. Link para acesso [aqui]
Outras informações sobre a estrutura do artigo

  • Formato World. Fonte Arial e corpo 12; espaçamento entre linhas 1,5.
  • Devem conter um mínimo de 16.000 e um máximo de 35.000 caracteres com espaços, incluindo notas, bibliografia; quadros, gráficos e tabelas;
  • Todos os textos devem vir acompanhados de resumos em português e inglês, contendo entre 500 e 600 caracteres com espaços e 3 palavras-chave;
  • As demais especificações devem seguir as normas da ABNT, disponíveis em [Link aqui]
  • Imagens e ilustrações poderão ser inseridas no corpo do próprio texto, com limite máximo de 2,5 MB.
A primeira edição da Revista do Observatório da Diversidade Cultural, em 2014, contou com um artigo meu. O artigo "O cinema e a diversidade cultural capixaba" pode ser acessado [neste link] 

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Palestra "A Gestão Cultural como aliada dos empreendimentos artísticos", em São Paulo

Palestra Informativa sobre o curso Gestão Cultural: cultura, desenvolvimento e mercado no Senac Lapa Scipião

O principal compromisso da Brígida é informar sobre possibilidades de trabalho e desenvolvimento na área de projetos culturais. Seja com editais, leis de incentivo e cursos para o produtor cultural ou artistas que assumem a produção de seus projetos. Hoje eu vou indicar uma palestra que sobre o curso de pós-graduação de Gestão Cultural do Senac, São Paulo, pra auxiliar quem está a procura desse tipo de formação.


A mesa redonda com os professores: Ms. Aldo Valentim, Drª Ana Laura Gamboggi Taddei, Msª Sandra Tucci e Drª Isaira de Oliveira tem como objetivo discutir o papel da Gestão Cultural como campo de atuação estratégica para o planejamento e o desenvolvimento de ações culturais, empreendimentos artísticos e políticas públicas de cultura visando o desenvolvimento social e econômico por meio da cultura.

Também será apresentado o curso de Pós-graduação em Gestão Cultural: cultura, desenvolvimento e mercado do Senac Lapa Scipião.

Participantes:


Aldo Valentim
Consultor e pesquisador em gestão cultural. Mestrando em Gestão e Políticas Públicas na FGV e Mestre em Artes na UNICAMP. Tem 15 anos de experiência em gestão de projetos culturais. Atualmente atua como Coordenador Administrativo do Projeto Oficinas Culturais do Governo do Estado de São Paulo. Atuou como Coordenador de Projetos na Secretaria de Estado da Cultura (2003 a 2006) e como consultor na Equipe da Lei Estadual de Incentivo/Proac. Freqüentemente realiza estágios e visitas técnicas em renomadas instituições culturais no Brasil e exterior.

Ana Laura Gamboggi Taddei
Professora do Centro Universitário SENAC, em cursos de graduação e pós-graduação. Graduou-se em Comunicação Social na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em 1997. Fez mestrado (2004) e doutorado (2010) em Antropologia Cultural na Universidad Autónoma Metropolitana do México, sob orientação de Néstor Garcia Canclini. Pós-doutora pelo Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília (2012). Pesquisadora associada do Comitas Institute for Anthropological Study, em Nova York. Co-organizadora do livro Depois Que a Chuva Não Veio Respostas sociais às secas na Amazônia, no Nordeste e no Sul do Brasil (2010). É co-produtora do documentário One Water (2005), e produtora no Brasil do documentario On Cities (2012). Foi estagiária do Guggenheim Museum em Nova York, no projeto de estudo de viabilidade da implantação de filial do museu no Rio de Janeiro. Estudou ainda cinema e mídia em Nova York (NYU e New School), e foi assistente de direção do diretor de teatro Gerald Thomas, em São Paulo. Como antropóloga, fez pesquisa etnográfica sobre museus comunitários e educação não formal no sertão cearense, e atualmente desenvolve pesquisa sobre educação socioambiental, diálogo de saberes e transformação social no Rio de Janeiro. Tem experiência nas áreas de Antropologia, Educação e Comunicação Social. Seus temas principais de atuação são: educação socioambiental, educação não formal, museus comunitários, patrimônio cultural, memória coletiva, relações de gênero.

Sandra Tucci
Mestrado em Comunicação e Artes pela Universidade de São Paulo ECA (2003). Tem experiência na área de Artes Plásticas, atuando principalmente nos seguintes temas: arte, criação, exposição, instalação, interferências urbanas, montagem de exposições e educação. Desde 2005, desenvolve atividades educacionais, culturais e artísticas destinadas ao terceiro setor.


Isaíra Maria Garcia de Oliveira
Pós Doutorando pela ECA/USP (2013), Doutora em Artes pela Unicamp(2008/2011); Mestre em Hospitalidade - Universidade Anhembi Morumbi/SP (2004/2006): Pós Graduação em Docência para Ensino Superior em Turismo e Hotelaria - Faculdade Senac de Turismo e Hotelaria/SP (2002/2003); Graduada em Comunicação Social - Fundação Armando Álvares Penteado/SP (1990); Licenciatura em Comunicação Social (2011) - FATEC São Paulo e Técnica em Turismo com habilitação em Guia Regional e América do Sul pelo SENAC/SP(1996/1997).Foi professora do Centro Universitário Senac - Campus Águas de São Pedro nos Cursos de Pós Graduação em Administração e Gestão de Eventos (2005/2007);Pós Graduação em Administração Hoteleira (2007); Pós Graduação em Gestão de Negócios em Serviços de Alimentação (2007); Tecnólogo em Hotelaria (2007);Tecnólogo em Gastronomia (2007) e Extensão em Cozinheiro Chefe Internacional (2007) e no Campus de São José dos Campos, na Pós Graduação em Administração e Gestão de Eventos (2011).


Saiba mais sobre o curso: http://goo.gl/pHb5VC

AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...