terça-feira, 29 de setembro de 2015

Inscrições abertas para a 16ª Satyrianas 2015

Satyrianas 2014. Foto: FotoMix - Gastão Guedes
A 16ª Satyrianas será realizada entre 19 e 22 de novembro na Praça Roosevelt e em teatros e centros culturais de São Paulo a serem definidos.

Difícil encontrar quem não tenha se rendido, ao menos uma vez, em passear pela Praça Roosevelt pra ver o acontece no Festival.  O festival é tradicional no calendário teatral de São Paulo e a cada ano reúne as atividades artísticas mais diversas. Essa flexibilidade de recepção de atividades diferentes, profissionais e, muitas vezes, de abrir espaço para as pessoas que estão começando mantém um ambiente de celebração das artes entorno da Praça Roosevelt.

Essa informação é importante para os interessados em inscrever propostas. Existe sempre uma equipe grande para promover as apresentações e a programação é extensa, pois o objetivo é receber todos os inscritos. Por isso, ou também por isso, a Satyrianas tem um caráter mais colaborativo e de exposição de trabalhos e não de retorno financeiro. O Festival vale mais como momento para conhecer pessoas e aproveitar a oportunidade para mostrar trabalhos, já que grande parte do ambiente teatral de São Paulo se volta para o evento. Confira as informações e veja se sua obra se encaixa.

Nome do Edital: Edital Satyrianas 2015 (no site está 2014, mas é 2015)

Quem promove: Associação dos Artistas Amigos dos Satyros. Conhecida simplesmente como “Os Satyros”, uma das mais conhecidas companhias de São Paulo, existente desde 1989.

Objeto: Receber propostas de espetáculos de teatro, circo, música, performance, artes visuais, cinema e afins para compor a programação da 16ª edição da Satyrianas 2015. A Associação dos Artistas Amigos dos Satyros definirá os espetáculos participantes de acordo com a disponibilidade/adequação da proposta aos horários/espaços disponíveis, tempos de montagem e desmontagem e duração do espetáculo.

Quem pode participar: grupos ou artistas individuais que atuem nas áreas de teatro, dança, circo, performance, música, artes visuais, cinema e afins, amadores, estudantis ou profissionais, com qualquer atividade destinada a teatro convencional, espaços alternativos e rua, e com temática/estética destinada ao público adulto ou para criança.

Aporte: É importante recordar aos participantes que todos os ingressos dos espetáculos da programação do evento serão gratuitos ou na forma de “ingresso consciente” (pague quanto puder).

A organização do evento garante o espaço para a apresentação dos grupos. Não há ajuda de custo para os grupos participantes. Cada grupo será responsável pelo transporte do cenário, figurino, equipamentos e integrantes do grupo bem como, pela alimentação e hospedagem em São Paulo, caso necessário.

Ao final dos espetáculos o representante do grupo deverá passar na bilheteria correspondente ao seu espaço de apresentação, assinar o borderô e recolher o valor de bilheteria arrecadado (caso haja). Espetáculos de rua não terão bilheteria e serão obrigatoriamente gratuitos, salvo o público queira contribuir diretamente com o artista.

Prazos: As inscrições encerram dia 15 de outubro. O resultado do agendamento dos espetáculos e, portanto, definição daqueles que participarão do evento, será informado por e-mail ou telefone a partir do dia 01 de Novembro de 2015.

O que deve ser apresentado: Os interessados devem encaminhar a proposta online.

Entrega e mais informações: As inscrições deverão ser realizadas preenchendo a ficha do evento que se encontra disponível neste site satyrianas.com.br.

Fonte(s)satyrianas.com.br e coletivofotomix.wordpress.com - para ver as fotos de 2014.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Minc promove seminário sobre doação por pessoas físicas para cultura


Fonte: cultura.gov.br (Texto integral)

Estão abertas as inscrições para a primeira edição do Seminário Doação por Pessoas Físicas para Cultura, que vai ser promovido pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio de sua Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic), em parceria com a Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR). O evento ocorrerá no dia 9 de outubro (sexta-feira), das 9h às 17h30, no auditório Ipê Amarelo, na sede do MinC, em Brasília. 
A iniciativa objetiva aumentar a divulgação das possibilidades de doação e patrocínio por pessoas físicas, orientar agentes culturais em como utilizar esta alternativa de financiamento, mapear boas práticas em curso e conhecer experiências de outros setores para desenvolvimento de estratégias para captação junto a indivíduos. A programação reúne experiências do poder público, plataformas de captação de recursos e representantes de instituições que protagonizam ações culturais bem sucedidas a partir da mobilização de pessoas físicas.
Assim como pessoas jurídicas, o cidadão brasileiro pode direcionar parte do que pagaria de imposto de renda para financiar projetos culturais. A faixa de renúncia é de 6% do imposto devido. "A adesão de pessoas físicas como incentivadores culturais é comum em diversos países, e pode e deve ser estimulada no Brasil", afirma Carlos Paiva, secretário de Fomento e Incentivo à Cultura. "Quando o governo autoriza que estas doações ou patrocínios tenham abatimento no imposto de renda, está oferecendo uma ferramenta para que a própria sociedade decida sobre a aplicação do dinheiro de seu imposto. Os cidadãos podem assim potencializar as ações culturais que intervenham na realidade de suas comunidades, cidades e rotinas", completa.
As inscrições para o Seminário, que é voltado especialmente para produtores culturais, profissionais de captação, artistas, agentes e instituições da cultura, bem como cidadãos interessados em tornarem-se doadores ou patrocinadores, ficam abertas até o dia 4 de outubro, com o preenchimento do formulário. O evento também terá transmissão online, através dos canais do MinC.

Pogramação

A abertura do evento será feita pelo secretário de Fomento e Incentivo à Cultura do MinC, Carlos Paiva, juntamente com o diretor executivo da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), João Paulo Vergueiro. Em seguida, Suellen Moreira, coordenadora do Grupo de Cultura da ABCR, conduzirá a palestra Contexto e Desafios da Doação por Pessoas Físicas para Cultura no Brasil
Às 10h30, será iniciada a mesa Experiências do Poder Público, com representantes do MinC, em referência às práticas da Lei 8.313/1991, conhecida como Lei Rouanet, que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), e de outras instituições públicas, com nomes a confirmar.
Após o intervalo de almoço, a tarde se inicia com a mesa Novas estratégias de captação, composta por Natalie Assad, da Partio, plataforma de crowdfunding cultural que utiliza a Lei Rouanet; e Solanda Steckelberg, da Vivas Cultura e Esporte, atuante em marketing, consultoria e captação de recursos.
Já na mesa Cases de sucesso, estarão experiências exemplares na viabilização de projetos culturais a partir da doação e patrocínio de pessoas físicas: o Instituto Inhotim, representado pelo seu diretor executivo, Antonio Grassi; o Instituto Unimed, com Cintia Campos, gestora do Instituto Unimed-BH; a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), com seu diretor de marketing, Carlos Harasawa; e a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (FENAE), com o diretor de Cultura Moacir Carneiro da Costa.
Todas as pautas poderão, por fim, ser debatidas num fórum coletivo, com participação do público.

Sobre a ABCR

A Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR) é uma organização da sociedade civil composta por profissionais de todo o Brasil, atuantes nas áreas de captação/mobilização de recursos, desenvolvimento institucional, sustentabilidade e gestão do Terceiro Setor. Tem como missão promover, desenvolver e qualificar a atividade de captação de recursos no Brasil, apoiando o Terceiro Setor na construção de uma sociedade melhor.
Atualmente, mais de 400 associados de todo o País compõem a ABCR, que promove, dentre outras iniciativas, disseminação de informações para os que atuam na área. O ABCR Cultura é um grupo temático criado para reunir os membros do setor cultural em discussões e ações próprias, incentivando a difusão de boas práticas que gerem sustentabilidade.
Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura
Ministério da Cultura

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Palestra "Espaço Público e Ativismo", no Red Bull Station


Nesta quinta-feira, dia 24 de setembro, às 20h, será realizado o encontro "Espaço Público e Ativismo", no Red Bull Station, no centro de São Paulo, tendo como palestrante o arquiteto, crítico e curador Guilherme Wisnik.

Pensando na relação entre a construção e o uso da cidade, Wisnik propõe uma reflexão sobre como os vários movimentos ativistas atuais no Brasil, nos quais se incluem coletivos de artistas e ações de "urbanismo tático", que estão reconfigurando os espaços públicos através do uso. 

O Red Bull Basement é um programa de produção, pesquisa e difusão de projetos que exploram formas colaborativas de experimentação com mídias digitais. Com curadoria de Gisela Domschke, o projeto conta com uma residência para desenvolvedores de tecnologia que se encontra em andamento.

A entrada para a palestra é gratuita. O Red Bull Station fica na Praça da Bandeira, nº 137 - centro de São Paulo.

Para saber mais acesse: www.redbullbasement.com.br



segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Arte no Metrô de São Paulo


A curadoria no espaço do Metrô é realizada em conjunto com a curadoria do artista. Instalações ou projetos que envolvam uma ambientação diferenciada podem apresentar propostas de ocupação.

Artistas interessados em expor obras nas estações do Metrô de São Paulo, podem enviar propostas durante todo o ano para a Companhia do Metropolitano de São Paulo. O Metrô compromete-se com a cessão gratuita de espaços destinados às atividades culturais, mediante a aprovação dos projetos encaminhados ao Departamento de Marketing Corporativo / Coordenadoria de Ação Cultural.

Nome do Edital: Exposição e eventos Metrô-SP

Quem promove: Companhia do Metropolitano de São Paulo

Objeto: Estabelecer as regras e procedimentos para a aprovação de projetos que envolvam eventos e exposições de artes visuais dentro do Programa Ação Cultural do Metrô, nas dependências da Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô.

Quem pode participar: Pessoas físicas ou jurídicas, artistas ou seus representantes legais e instituições.

Prazos: Os projetos são recebidos durante o ano todo e cadastrados imediatamente no sistema.

O que deve ser apresentado: Ficha de inscrição preenchida e termo de compromisso, sinopse do projeto, currículo sucinto do proponente, incluindo artistas ou entidades que venham a ser por ele representados, limitando-se ao âmbito artístico, descrição e justificativa de todas as atividades a serem desenvolvidas, vedada à comercialização ou promoção de produtos de qualquer natureza.

Mais informações: Encaminhar o projeto à Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô.
Rua Boa Vista, 175 – Bloco B – 4º andar
CEP 01014-001
Envio em envelope ou embalagem apropriada, aos cuidados do DEPARTAMENTO DE MARKETING CORPORATIVO / COORDENADORIA DE AÇÃO CULTURAL, ou por e-mail para: acaocultural@metrosp.com.br


Sobre a Instituição: A Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô foi constituída no dia 24 de abril de 1968 o Metrô de São Paulo ultrapassou a marca de 24,5 bilhões de passageiros transportados desde a sua inauguração em 1974, destacando-se mundialmente pelos resultados obtidos na produção e na qualidade do serviço de transporte público de passageiros sobre trilhos.

Fonte: metro.sp

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Inscrições abertas para envio de projetos para patrocínio da Porto Seguro

As propostas devem ser aprovadas primeiro pela Lei Rouanet. As diretrizes não mudaram muito em relação ao ano passado. Em 2015 a Brígida fez a transposição da plataforma online para .doc para os produtores e artistas.

A Porto Seguro está com inscrições abertas para projetos de Artes Cênicas e Música para patrocínio em 2016. O EPSB preparou o resumo do programa.

Nome do Edital: Política de Patrocínio e Apoio Cultural - Porto Seguro

Quem promove: Corporação Porto Seguro

Objeto: Selecionar projetos para patrocínio com realização em 2016, com foco em peças teatrais e shows musicais, que tenham temporada pelo Brasil.

Quem pode participar: A Porto Seguro patrocina projetos aprovados pela Lei nº. 8.313, mais conhecida como Lei Rouanet, que pode ser usada por empresas e pessoas físicas que desejam financiar projetos culturais.
Aporte: Não há limite mínimo nem máximo para o aporte da empresa. Os proponentes podem solicitar patrocínio total ou parcial do projeto em forma de cotas de patrocínio.  
Prazos: o período de inscrições termina em 30 de outubro de 2015.

O que deve ser apresentado: os interessados devem preencher o formulário online do programa com os dados do proponente, do Pronac, as informações do projeto e também links relacionados e anexar arquivos que julgarem necessários. O projeto deve ser composto de: Apresentação; Justificativa; Objetivos; Cronograma das Atividades; Temporada; Equipe; Plano de Comunicação; Cotas de Patrocínio e Apoio e Contato.

O formulário em .doc está disponível logo abaixo. As notas em vermelho são observações da Brígida sobre o formulário.

Entrega e mais informações: a inscrição deve ser enviada pela plataforma online própria da Porto Seguro [aqui]

Sobre a instituição: Há mais de 60 anos no mercado, a Porto Seguro possui uma política de patrocínio compreendida como uma ação de comunicação de relacionamento com o cliente, com o objetivo de oferecer benefícios de qualidade vinculados ao cumprimento de sua missão e valores da empresa. No intuito de descobrir e valorizar o potencial de novos talentos e promover a descentralização da cultura e a democratização da arte com qualidade.



segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Projeto ‘Jornadas Culturais’ de setembro fala sobre curadoria, comunicação e formação de público

O encontro será realizado no Itaú Cultural, na Avenida Paulista

Desde março deste ano o Centro de Memória da Fundação Bunge, em parceria com o Itaú Cultural, promovem uma série de palestras na área da cultura com foco em criação e manutenção de acervos, documentação e registros.
Dia 24 de setembro haverá a palestra “Cultura Acessível: Curadoria, Comunicação e formação de público”, com Panelli Sarraf, das 8h30 às 13h. As inscrições podem ser feitas pelo site (jornadas.fundacaobunge.org.br).

SAIBA MAIS SOBRE O EVENTO:
CULTURA ACESSÍVEL: CURADORIA, COMUNICAÇÃO E FORMAÇÃO DE PÚBLICO com Viviane Panelli Sarraf
Local
Itaú Cultural (Sala Itaú Cultural) Av. Paulista, 149 - Paraíso - São Paulo - SP
Data
quinta-feira, 24 de setembro de 2015.
Horário
8h30 - 13h
Vagas
250

Resumo da Palestra
Apesar de a "Declaração Universal dos Direitos Humanos" determinar, já em 1948, que "toda pessoa tem o direito de participar da vida cultural da comunidade", o mundo levaria décadas para notar que teria de ser mais específico se quisesse incluir, de fato, todas as pessoas. Somente em 2007 a Convenção Internacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência garantia a estas o "acesso a materiais, a atividades e a serviços culturais". Viviane Sarraf traça um histórico deste movimento.

Sobre o Palestrante
Viviane Panelli Sarraf  é pesquisadora de pós doutorado, professora doutora em museologia e consultora especialista em acessibilidade cultural.



quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Palestra sobre a maneira como o povo brasileiro se relaciona com a cultura artística ofertada no país, no Centro de Pesquisa e Formação

Foto: Renato Stockler
A palestra faz parte da programação do "Pesquisa em Foco", do Centro de Pesquisa e Formação.

Fonte: centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br (texto integral)


Programa

O Panorama Setorial da Cultura Brasileira é um estudo amplo, nacional, em constante desenvolvimento, com a intenção de fornecer um painel sobre a cultura artística no país, a partir da observação de atores sociais que compõem a cadeia produtiva do setor cultural no Brasil. O estudo é composto por três pesquisas nacionais, organizadas de acordo com os públicos atuantes no setor cultural brasileiro. A segunda edição da pesquisa (2013-2014) dedica-se aos consumidores de cultura, com o objetivo de discutir e compreender as motivações do consumo das artes por parte dos brasileiros. Neste encontro é apresentado o conjunto de dados, análises e interpretações que compõem a segunda edição pesquisa de consumo de práticas autorais (de autoria de Gisele Jordão), assim como um dos vários ensaios (de autoria Renata Allucci) que compõem o livro.
Palestrantes
Gisele Jordão

Gisele Jordão

Doutoranda em comunicação e práticas do consumo, mestre em gestão internacional, graduada em comunicação social, todas pela ESPM-SP. É professora da ESPM-SP e integrante do grupo de pesquisa Comunicação, consumo e arte, na mesma universidade. Co-autora do Panorama Setorial da Cultura Brasileira. (Foto: Acervo pessoal)
Renata Allucci

Renata Allucci

Mestre em História pela PUC-SP, especialista em Bens Culturais: Cultura, Economia e Gestão pela FGV-SP e em Comunicação pela ESPM-SP. Membro do Núcleo de Estudo Culturais: História, Memória e Perspectiva de Presente NEC - PUC/SP.  Co-autora do Panorama Setorial da Cultura Brasileira (2011-2012). (Foto: Acervo pessoal).


Data: 12/09/2015

Dias e Horários: Sábado, 14h às 18h. 

Local: Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar - Bela Vista - São Paulo/SP

Valores: R$ 15,00 - credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes | R$ 25,00 - pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante | R$ 50,00 - inteira. As inscrições podem ser feitas pela internet pelo site do CPF.


Referências da pesquisa: link aqui

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Resumo do regulamento e formulário em .doc do Edital Rumos Itaú Cultural

O Grupo Esparrama, de São Paulo, foi um dos vencedores da edição do Rumos, em 2013. A partir do espetáculo Esparrama pela Janela, um sucesso nas tardes de domingo do Minhocão da cidade, o grupo ampliou o projeto para receber outros artistas, no mesmo ambiente, para apresentação de peças de teatro em diferentes linguagens cênicas. Chamado "Janelas do Minhocão", o projeto teve três temporadas: Esparrama Amigos pela Janela, Esparrama pela Janela e o novo espetáculo do grupo 'Minhoca na Cabeça'. Mais informações: facebook.com/esparrama. Foto: Fernando Pilatos.
A segunda edição do Novo Rumos está ainda mais flexível que a primeira edição

         Quando o Itaú Cultural lançou o edital Rumos 2013 - 2014, ele provocou várias discussões sobre o formato dos editais de apoio a projetos culturais hoje no Brasil. Isso porque diferente da maioria que segmenta os editais por linguagem artística, ele abriu apenas um edital onde todos as artes poderiam competir juntas.
         Depois de dois anos dessa novidade, agora o Itaú lançou a segunda edição do Rumos, sob o mesmo formato, ainda mais flexível. Todos os projetos competem entre si e não há mais o teto de orçamento. Segundo entrevista coletiva de lançamento realizada dia 31 de agosto, a comissão quer saber exatamente o que é o seu projeto, sem limitações de orçamento e bens culturais a serem desenvolvidos por meio dele, como geralmente todos os editais estipulam.
            "A criação sem amarras, sem fronteiras: artistas e pesquisadores de qualquer área de expressão inscrevem projetos – seguindo os próprios critérios, as próprias convicções, sem ter de adaptar ideias a moldes preestabelecidos. O artista é o protagonista. E a arte está fora da caixa". Fonte site Rumos Itaú Cultural.
         Nós do Brígida sempre fazemos a ficha do edital para ajudar os artistas e produtores a visualização do edital. Segue a ficha abaixo e também o fomulário em doc da plataforma do Rumos Itaú Cultural. Pode parecer que faltam informações, mas não. Agora é você com a sua proposta quem vai preencher esses espaços. No formulário em .doc, os locais destacados em vermelho são apontamentos nossos sobre o item de preenchimento.

Boa sorte!!

Nome do Edital: Rumos Itaú Cultural 2015 - 2016

Quem promove: Itaú Cultural

Objeto: Selecionar projetos de arte e cultura em todo o Brasil e países da América Latina (desde que o tema seja sobre a cultura brasileira). "Desta vez foram pensados três eixos para os projetos: Criação e Desenvolvimento (concepção e/ou desenvolvimento de projetos artístico-culturais), Documentação (organização e preservação de acervos relacionados à arte e à cultura brasileiras) e Pesquisa (desenvolvimento de pesquisas em arte e cultura brasileiras)". Fonte site Rumos Itaú Cultural.

Quem pode participar:
  • Pessoas jurídicas com sede no Brasil, incluindo microempreendedores individuais (MEIs).
  • Entidades de natureza privada, como organizações sociais (OS), organizações da sociedade civil de interesse público (Oscips), organizações não governamentais (ONGs), associações de amigos, associações civis, fundações privadas e similares.
  • Pessoas físicas com idade mínima de 16 anos completados até o último dia de inscrição.
  • Os menores de 18 anos que se inscreverem, salvo se emancipados, deverão indicar na ficha de inscrição os dados de um de seus pais ou representante legal – que será o responsável por firmar o contrato previsto neste documento.
  • Duplas, trios, coletivos ou grupos, ainda que não constituídos juridicamente.
  • Contemplados em edições anteriores do programa Rumos também podem participar.

Será aceita apenas a inscrição de um projeto para cada número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) e Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ)

Aporte:  Não há valores mínimos ou máximos para os projetos contemplados. O programa Rumos se resguarda o direito de contemplar o projeto com valores diversos dos solicitados na inscrição – mediante negociação prévia com o proponente.
Prazos: as inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 06 de novembro. Os projetos selecionados deverão ser realizados em até 36 meses a partir da data do anúncio do resultado. É importante que o orçamento da proposta contemple todas as etapas necessárias para sua realização.

O que deve ser apresentado: Os proponentes precisam preencher integralmente a ficha de inscrição disponível no site do Rumos com informações sobre o projeto. Você poderá anexar os arquivos que achar mais adequados ao perfil do projeto: imagens, músicas, audiovisuais, desenhos, textos, orçamentos, descrições técnicas e roteiros, entre outros.
Os anexos devem respeitar o limite de 10 MB cada um, e serão aceitos os seguintes formatos: áudio (.mp3), textos (.doc e .pdf), vídeos (links do Vimeo ou do YouTube) e imagens (.jpeg, .tiff, .png). Links para vídeos podem ser configurados com senha, que deverá ser informada no formulário de inscrição e permanecer válida até o término das etapas de seleção do programa.
O Formulário em DOC da plataforma do Itaú está disponível logo abaixo.

Entrega e mais informações: As inscrições devem ser efetuadas exclusivamente pelo site rumositaucultural.org.br. Ao acessar o site, o participante encontrará um campo de cadastro e deverá criar usuário e senha para seguir com a inscrição. Feito o cadastro, será possível acessar o formulário de inscrição, que deverá ser preenchido integralmente.        

Fonte: rumositaucultural.org.br


sábado, 5 de setembro de 2015

Edital de Intercâmbio do Ministério da Cultura

Podem participar proponentes pessoa física com propostas de viagens dentro e fora do Brasil.

O resultado esperado desta ação é a difusão, a capacitação, a formação e a multiplicação cultural em todas as regiões do país, a partir das experiências de intercâmbio nacional e internacional.

Nome do Edital: Edital de Intercâmbio nº1/2015

Quem promove: Ministério da Cultura

Objeto: Concessão de recursos financeiros, a título de ajuda de custo, para artistas, técnicos, gestores culturais, empreendedores criativos, mestres dos saberes e fazeres populares ou tradicionais e estudiosos da cultura, com residência permanente no Brasil, a fim de possibilitar a participação em atividades de natureza cultural, quais sejam: eventos, cursos, produções, pesquisas ou residências artísticas culturais promovidas por instituições brasileiras ou estrangeiras. O presente processo seletivo tem por objetivo promover a difusão e o intercâmbio cultural nas diversas áreas e linguagens artístico-culturais, a disseminação dos saberes populares e tradicionais e a capacitação técnica de agentes culturais.

Quem pode participar: As propostas poderão ser apresentadas exclusivamente por pessoa física, desde que brasileiro, nato ou naturalizado, de acordo com as seguintes categorias:

Proposta Individual: quando se tratar de solicitação de concessão de benefício para apenas uma pessoa. Neste caso, o beneficiário deve ser o proponente, salvo no caso de menores de 18 (dezoito) anos, que deverão ser representados pelos responsáveis legais.

Proposta de Grupo: quando se tratar de solicitação de concessão de apoio para mais de uma pessoa. Neste caso, o proponente responsável pela inscrição também deverá ser um dos integrantes do grupo, será o responsável pela proposta e deverá assegurar o cumprimento de todas as condições estabelecidas no Edital.

Um mesmo proponente ou integrante de grupo não poderá participar em mais de uma proposta para atendimento na mesma seleção, hipótese em que ambas as propostas serão liminarmente inabilitadas, ressalvados os casos em que se trate do mesmo objeto da proposta, nos quais apenas a última proposta encaminhada será considerada válida.

Aporte: O benefício financeiro de que trata este Edital será concedido a título de ajuda de custo para a realização da atividade cultural de intercâmbio e/ou difusão cultural apresentada pelo proponente. O valor do apoio financeiro dependerá do destino do participante, conforme estabelecido na tabela abaixo:

Brasil
Destinos
Origem
Valor do Apoio Individual
Região Norte
Partindo da Região Sudeste
R$ 2.300,00
Partida da Região Centro-Oeste
R$ 2.000,00
Partida da Região Sul
R$ 2.500,00
Partida da Região Nordeste
R$ 1.500,00
Partida da Região Norte
R$ 1.000,00
Região Nordeste
Partindo da Região Sudeste
R$ 1.300,00
Partida da Região Centro-Oeste
R$ 1.300,00
Partida da Região Sul
R$ 2.000,00
Partida da Região Nordeste
R$ 800,00
Partida da Região Norte
R$ 1.500,00
Região Centro-Oeste
Partindo da Região Sudeste
R$ 1.000,00
Partida da Região Centro-Oeste
R$ 800,00
Partida da Região Sul
R$ 1.800,00
Partida da Região Nordeste
R$ 1.300,00
Partida da Região Norte
R$ 2.000,00
Região Sudeste
Partindo da Região Sudeste
R$ 800,00
Partida da Região Centro-Oeste
R$ 1.000,00
Partida da Região Sul
R$ 1.500,00
Partida da Região Nordeste
R$ 1.300,00
Partida da Região Norte
R$ 2.300,00
Região Sul
Partindo da Região Sudeste
R$ 1.500,00
Partida da Região Centro-Oeste
R$ 1.800,00
Partida da Região Sul
R$ 800,00
Partida da Região Nordeste
R$ 2.000,00
Partida da Região Norte
R$ 2.500,00

Destinos no Exterior
Valor do Apoio (Individual)
Países do Continente Africano
R$ 5.500,00
Países das Américas Central e do Norte
R$ 4.500,00
Países da América do Sul
R$ 2.500,00
Países do Continente Asiático
R$ 6.000,00
Países do Continente Europeu
R$ 4.500,00
Países da Oceania
R$ 5.500,00

Além do valor do apoio financeiro, cada participante selecionado terá direito, quando for o caso, aos seguintes auxílios adicionais:
Critérios para Auxílio Adicional
Valor do Apoio (Individual)
Requerimentos originários de Estados da Amazônia Legal, independente do destino.
R$ 500,00
Residências ou cursos a serem realizados no Brasil com duração superior a 30 dias.
R$ 1.000,00 a cada 30 (trinta) dias, totalizando o máximo de 90 (noventa) dias, R$ 3.000,00
Residências ou cursos a serem realizados fora do Brasil com duração superior a 30 dias.
R$ 2.000,00 a cada 30 (trinta) dias, totalizando o máximo de 90 (noventa) dias, R$ 6.000,00

O valor máximo do apoio a requerimento de grupo será de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais), para viagens dentro do Brasil, e de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) para viagens fora do Brasil.

Prazos: As inscrições ocorrerão a partir da publicação do presente Edital, observando-se os prazos estabelecidos no quadro abaixo:

SELEÇÃO
VIAGENS PREVISTAS A PARTIR DE
ENCAMINHAR SOLICITAÇÕES ATÉ:
1ª Seleção
10/11/2015
Até 16/9/2015
2ª Seleção
15/12/2015
Até 8/10/2015

O que deve ser apresentado:
Para fazer a inscrição é necessário anexar no sistema os seguintes documentos:
  • Currículo do proponente. No caso de grupo deverão ser apresentados o currículo do grupo e os currículos de cada integrante;
  • Catálogos, material de imprensa, folhetos, cartas de recomendação e outros documentos.
  • Certificado de formação acadêmica, técnica ou em cursos livres na área cultural, se for o caso. No caso de grupo, deverão ser apresentados os certificados de cada integrante;
  • No caso de residências artísticas: carta de aceitação ou carta convite escrita em papel timbrado da(s) entidade(s) que acompanhará(ão) a residência, especificando, preferencialmente: nome da instituição, data de emissão, nome do(s) convidado(s), local, período e infraestrutura disponibilizada para a residência;
  • No caso de pesquisas artístico-culturais: projeto de pesquisa detalhado e carta de aceitação, ou carta convite em papel timbrado da(s) entidade(s) que acompanhará(ão) a pesquisa, especificando, preferencialmente: nome da instituição, data de emissão, nome do(s) convidado(s), local, período e infraestrutura disponibilizada para a pesquisa;
  • No caso de projetos de difusão ou circulação: convite escrito em papel timbrado da entidade organizadora do evento assinado pelo respectivo dirigente ou responsável pela participação do artista (ou profissional da cultura) no evento, no qual estejam expressos, preferencialmente, além do nome do convidado, informações sobre a finalidade, o período e o local(is) de realização da(s) atividades(s), exceto para participação em feiras ou eventos de negócios setoriais;
  • No caso de projetos de formação e qualificação: carta de aceitação da entidade de formação, no qual estejam expressos, preferencialmente, além do nome do convidado, data de início e término da atividade de formação.

Poderão ser anexados outros documentos pelo proponente que forem considerados relevantes e pertinentes para justificar a proposta.

Entrega e mais informações: as propostas devem ser enviadas via sistema online SalicWeb, do Ministério da Cultura. Os que precisarem falar com o Minc para esclarecimentos podem fazer contato por meio do e-mail: intercambio@cultura.gov.br.

CONTRAPARTIDAS
Contrapartida é considerada como a atividade realizada pelo proponente ou o fornecimento de bens ou serviços, com seus próprios recursos, como forma de retribuir à sociedade os recursos a ele fornecidos, e constitui parte obrigatória do projeto, observados os seguintes aspectos:
  • A contrapartida deve estar relacionada ao objeto da proposta;
  • A contrapartida deve ser realizada pelos beneficiários após a viagem, e no Brasil;
  • A contrapartida deve ser oferecida de forma gratuita aos participantes;
  • A contrapartida deve ser realizada preferencialmente de maneira a garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência;
  • A contrapartida deve ser economicamente mensurável;
  • Representar o valor mínimo de 20% do total do auxílio financeiro a ser disponibilizado, conforme item 4 do Edital, e observado o item 7.7;
  • A contrapartida deve ser realizada sem ônus para o Ministério da Cultura; e,
  • A contrapartida deverá ocorrer em até 30 dias corridos, contados da data de retorno da viagem.
  • A contrapartida poderá ocorrer por meio de ações de natureza cultural, a exemplo de oficinas, palestras, cursos, seminários, apresentações artístico-culturais, entre outras ações. Não será admitida como contrapartida somente a produção de conteúdos virtuais como blogs e sítios eletrônicos


AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...